4 ERROS que vão fazer você perder dinheiro no Mercado Financeiro

perder dinheiro no Mercado Financeiro

Ganhar dinheiro no Mercado Financeiro não é uma tarefa fácil. São, afinal, diversos fatores que influenciam os resultados de um trader. Entre eles estão a capacidade de tomar boas decisões e a importância do controle emocional. Esses, no entanto, são fatores para ganhar dinheiro na bolsa de valores.

E quando o assunto é perder dinheiro? É óbvio que ninguém que sair no prejuízo nas operações dentro do Mercado Financeiro, mas ter em mente o que não fazer também é importante na medida em que permite maior disciplina e cuidados para não cometer falhas desse tipo. É sobre isso que vamos falar neste artigo.

 

Quais são os erros que vão fazer você perder dinheiro?

Nós já fizemos um artigo recentemente sobre erros que você não pode cometer no seu trading. Embora seja extremamente útil seguir os conselhos que destacamos por lá, esses erros não necessariamente farão com que você perca dinheiro. Talvez eles impeçam o crescimento consistente do seu patrimônio ou apenas evitem que você saia do zero a zero, algo que é comum aos operadores iniciantes.

Hoje, nós vamos focar em ações que efetivamente são extremamente prejudiciais e que, muito provavelmente, farão com que a sua conta fique negativa na sua corretora no longo prazo. Ficou curioso sobre o que tem de tão perigoso nesses comportamentos? Então acompanhe a nossa lista.

 

Erro #1: não ter um plano para gestão de capital

O primeiro erro que fará com que você perca dinheiro no Mercado Financeiro é não ter nenhuma gestão sobre o seu capital destinado à renda variável. E quando falamos de gestão, está principalmente uma definição sobre o percentual do seu capital utilizado em cada operação.

Neste ponto, é possível que você já entenda a importância de realizar uma divisão do seu dinheiro em várias partes, evitando assim uma demasiada exposição a uma única operação. Ainda assim, talvez esteja se perguntando: “por que vou perder dinheiro se não realizar uma gestão do meu capital?”.

O ponto é que a alta exposição gera dois problemas. O primeiro, um tanto óbvio, é um risco de perda financeira. Imagine que você tenha R$10.000 para operar e que, em uma determinada compra de ativo, você sofra uma perda de 20%. Se você tem uma boa gestão do seu capital e usa, por exemplo, no máximo 5% do seu capital por operação, isso implicaria em uma perda de apenas 1% do seu capital. Exatamente: apenas 1%.

Ou seja, ainda restariam 99% do seu dinheiro para novas operações, algo extremamente saudável no longo prazo. Agora, se você entra com todo seu dinheiro, ainda que ele seja pouco em termos financeiros, nessa mesma operação, o risco passa a ser elevado. Neste exemplo hipotético, você teria perdido R$2.000 em uma única atividade de compra e venda.

Além disso, há todo impacto emocional e psicológico que pode levar ao erro de tomar posições que não são realmente boas oportunidades. E a consequência direta disso é perder cada vez mais dinheiro no longo prazo. Portanto, a gestão disciplinada é o que permitirá a consistência.

 

Erro #2: operar o tempo todo

Uma segunda forma que fatalmente fará com que você perca dinheiro no Mercado Financeiro é operar o tempo todo. Isto é, nos referimos ao hábito de querer comprar e vender ativos simplesmente por estar na frente do computador. Não é preciso dizer que esse não é um comportamento profissional, certo?

O maior desafio de um trader é encontrar boas oportunidades. Elas aparecem, claro, mas acreditar que todos os dias você tem 20 ou 30 boas operações diante dos seus olhos são de um otimismo um tanto exagerado. E, mais do que isso, o overtrading (como é chamado o excesso de operações) costuma acontecer justamente pela falta de um plano operacional.

Na prática, esse erro acaba sendo cometido por traders que não possuem uma estratégia definida e, neste caso, as operações entram em um contexto de aleatoriedade em que a sorte precisa estar a seu favor para obter lucro. Como sabemos, esse não é um cenário interessante para um investidor.

Assim, novamente, no longo prazo a tendência é que você acabe perdendo dinheiro no Mercado Financeiro. Para evitar esse cenário, desenvolva uma metodologia e aplique um bom filtro para oportunidades. Assim, a probabilidade de lucrar na renda variável aumenta consideravelmente.

 

Erro #3: usar um dinheiro necessário para sua vida

Outro problema que você deve evitar ao máximo é usar no Mercado Financeiro um capital necessário para outras atividades. Especialmente enquanto iniciante, é fundamental que o dinheiro empregado seja absolutamente dispensável e que, caso algo dê errado, essas perdas não tenham impacto para a sua rotina.

Quando essa regra não é respeitada, torna-se o caminho mais curto para perder dinheiro. Isso porque as operações não são feitas pensando apenas nas oportunidades, mas sim naquele capital que pode fazer falta no final do mês. Imagine então começar a vê-lo em prejuízo após a compra de um ativo.

É por isso que você só deve usar um capital “dispensável” quando está começando a trabalhar com o trading. Não bastasse a pressão já existente da renda variável, tudo que não precisamos é de outro aspecto que torne o processo ainda mais difícil e tenso.

Erro #4: operar sem conhecimento técnico

Por fim, um último ponto de atenção é o conhecimento técnico sobre o Mercado Financeiro. Embora a teoria não garanta resultados, ela certamente ajuda muito no filtro das melhores operações. É fundamental, afinal, saber o que você está fazendo antes de realizar qualquer atividade de compra ou venda de ativos.

A boa notícia é que o conhecimento financeiro é cada vez mais acessível a todos os níveis de traders. Nós mesmos oferecemos um curso 100% gratuito abordando diversos conceitos básicos sobre renda variável e o universo das corretoras. Aproveite para se cadastrar no link anterior e ter acesso a um conteúdo que poderá complementar o tema que abordamos neste artigo, permitindo maiores chances de sucesso na renda variável.

Ou seja, você não tem desculpa de que não sabe por onde começar para melhorar seus resultados no Mercado Financeiro. E tem o dever de aproveitar esse material completo e, desta forma, evitar a perda de dinheiro na renda variável apenas por desconhecimento.